Empreendedorismo Social

Muito além do Lucro: aprenda um pouco sobre empreendedorismo social!

Transformação Social nunca será o trabalho de um único indivíduo. Transformação Social  quase sempre resultará de uma poderosa conexão e colaboração entre inovadores, agitadores, líderes do pensamento, e aqueles que possuem alavancas do poder no mundo dos negócios e nas esferas governamentais. “

Sempre que pensarmos na busca de soluções para os problemas mais urgentes do mundo, teremos a presença de empreendedores sociais em seu núcleo.  Por que será que isso acontece?

Para responder a esta pergunta, vamos entender quem são os empreendedores sociais. Vamos lá?

O que é um Empreendedor Social?

Um empreendedor social é alguém que reconhece um problema social e utiliza princípios empresariais para organizar, criar e gerir uma empresa para fazer a mudança social (um empreendimento social).

Um empresário normalmente mede o desempenho de uma empresa em lucro e retorno, já um empreendedor social concentra-se na criação de capital social. Assim, o principal objetivo do empreendedorismo social são as questões sociais e ambientais.

No entanto, embora o empreendedorismo social seja mais comumente associado com os setores voluntários e sem fins lucrativos, este não precisa ser necessariamente um modelo incompatível com a geração de lucros, pois tais lucros são revertidos em pró das causas sociais.

Quais as características dos Empreendedores Sociais?

Os empreendedores sociais são indivíduos com soluções inovadoras para os problemas sociais mais evidentes da sociedade. Eles são ambiciosos e persistentes, abordando as principais questões sociais e oferecendo novas ideias para a mudança em larga escala.

Em vez de deixar as necessidades sociais para os setores governamentais ou empresariais, empreendedores sociais encontram o que não está funcionando e resolvem o problema alterando o sistema, espalhando a solução e persuadindo sociedades inteiras a tomarem novos rumos.

Empreendedores Sociais muitas vezes parecem ser possuídos por suas ideias, comprometendo suas vidas para mudar a direção de seu mercado de atuação. São visionários e realistas, preocupados com a aplicação prática da sua visão acima de tudo.

Suas Ideias

Os empreendedores sociais apresentam ideias que são amigáveis, compreensíveis e éticas. Ideias que envolvem o apoio generalizado a fim de maximizar o número de pessoas locais, que irão levantar-se, aproveitar as suas ideias, e implementá-las juntamente com ele. Em outras palavras, cada empreendedor social é um líder, um recrutador em massa de agentes de mudanças locais, implementando modelos onde os cidadãos transformem sua paixão em ação, para assim poderem realizar qualquer coisa proposta por eles.

Ao longo das últimas duas décadas, o empreendedorismo social descobriu o que o empreendedorismo empresarial já sabia há muito tempo: Não há nada tão poderoso como uma ideia nova nas mãos de um empreendedor de primeira classe.

Os empreendedores sociais compartilham algumas características e traços de personalidade comuns, tais como:

  • Tentam livrar-se das limitações da ideologia ou disciplinas acadêmicas;
  • Identificam e aplicam soluções práticas para os problemas sociais, combinando inovação, desenvoltura e oportunidade;
  • Inovam, encontrando um novo produto, um novo serviço, ou uma nova abordagem para um problema social;
  • Focam sempre na excelência e na qualidade, e acima de tudo, na criação de valor social e, nesse espírito, estão dispostos a compartilhar suas inovações e conhecimentos para os outros para replicar;
  • Estão sempre à frente, para garantir a utilização plena dos recursos;
  • Possui uma crença inabalável na capacidade natural de todos, muitas vezes, independentemente da educação que receberam ou condição social que possuem, todos podem contribuir significativamente para o desenvolvimento económico e social;
  • Mostram uma determinação obstinada que os empurra a assumirem riscos que outros não ousariam
  • Equilibram e direcionam sua paixão para a mudança com um zelo para medir e monitorar seus impactos;
  • Possuem ótimas metodologias a fim de ensinar agentes de mudança a atuarem em diversos setores.
  • Apresentam uma impaciência saudável (por exemplo, eles não lidam muito bem com regras e burocracias, o que pode levantar questões de como as suas organizações crescem e quase inevitavelmente tornam-se mais burocráticas)

O que é Empreendedorismo Social?

Empreendedorismo Social se trata da aplicação de abordagens práticas, inovadoras e sustentáveis ​​em benefício da sociedade em geral, com ênfase naqueles que são marginalizados e pobres.

Os temas mais estudados, para criação de uma abordagem única para os problemas económicos e sociais, uma abordagem que atravessa vários setores e disciplinas baseadas em certos valores e processos que são comuns a cada empreendedor social, independentemente de sua área de foco tem sido a educação, a saúde, reforma do bem estar, direitos humanos, direitos dos trabalhadores, meio ambiente, desenvolvimento econômico, agricultura, etc., ou também a criação de organizações sem fins lucrativos ou entidades com fins lucrativos.

É esta abordagem que diferencia o empreendedor social do restante da multidão de pessoas bem-intencionadas e organizações que dedicam suas vidas para a melhoria social.

Sobre modelos organizacionais

Empreendimentos sem fins lucrativos alavancados

O empresário configura uma organização sem fins lucrativos para conduzir a adoção de uma inovação que corrige uma falha de mercado ou do governo. Ao fazê-lo, o empresário envolve um corte transversal da sociedade, incluindo organizações públicas e privadas, para impulsionar a inovação através de um efeito multiplicador. Empreendimentos sem fins lucrativos alavancados dependem continuamente do financiamento filantrópico externo, mas a sua sustentabilidade em longo prazo é frequentemente reforçada, uma vez que os parceiros têm interesse na continuação do empreendimento.

Empreendimentos sem fins lucrativos híbridos

O empresário configura uma organização sem fins lucrativos, mas o modelo inclui algum grau de recuperação de custos através da venda de bens e serviços para uma seção transversal de instituições, públicas e privadas, bem como alvo grupos populacionais. Muitas vezes, o empreendedor cria várias entidades jurídicas para acomodar a obtenção de uma renda e as despesas de caridade em uma estrutura ideal. Para ser capaz de sustentar as atividades de transformação em sua plenitude e atender às necessidades dos clientes, que muitas vezes são pobres ou marginalizados da sociedade, o empreendedor deve mobilizar outras fontes de financiamento por parte do público e / ou setores filantrópicos. Estes fundos podem ser na forma de doações ou empréstimos, e até mesmo fundos financeiros de quase/capital ou capital de risco.

Empreendimentos sociais

O empreendedor cria entidades com fins lucrativos ou negócio para fornecer um produto ou serviço social ou ecológico. Enquanto os lucros são idealmente gerados. O objetivo principal não é maximizar os retornos financeiros para os acionistas, mas para crescer o empreendimento social e atingir mais pessoas com necessidades. A acumulação de riquezas não é uma prioridade e os lucros são reinvestidos na empresa para financiar a expansão. O empresário de um empreendimento social procura investidores que estão interessados ​​em combinar retornos financeiros e sociais em seus investimentos.

Conclusão

O empreendedorismo social descreve um conjunto de comportamentos que são excepcionais. Estes comportamentos devem ser encorajados e recompensados ​​naqueles que têm as capacidades e temperamento para este tipo de trabalho. Nós poderíamos usar muitos mais deles. Porem, temos uma pergunta: Todos devem aspirar a ser um empreendedor social?

Não. Nem todos os líderes do setor social se adequam ao empreendedorismo corporativo. O inverso também é verdadeiro. Nem todo líder empresarial é um empreendedor social. Embora possamos desejar comportamento mais empresarial em ambos os setores, a sociedade tem uma necessidade de diferentes tipos e estilos de liderança.

Os empreendedores sociais são uma raça especial de líderes, e eles devem ser reconhecidos como tal. Esta definição preserva o seu estado distinto e garante que o empreendedorismo social não seja tratado de forma leve. Precisamos de empreendedores sociais para nos ajudar a encontrar novos caminhos em direção à melhoria social e a extinção da miséria em nossa sociedade.

Até a próxima,

 

Referências:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *